Como inovar mas permitir a cultura do Erro?

Cada dia mais, as empresas estão incorporando em suas estratégias o digital (marketing digital, transformação, cultura digital, marketing de conteúdo, omnichannel). Será que é só uma questão de montar um time digital, e começar a fazer? Talvez não! Um problema de fundo aparece: a cultura do erro.

Na medida em que as pessoas assumem as redes sociais e a internet como parte fundamental de suas vidas, as empresas precisam acompanhar e ofertar novidades nesse sentido.

Os negócios precisam evoluir cada dia mais, principalmente para fazer frente às transformações que decorrem da Era Digital, com a expansão da internet e um consumo digital de informação cada vez maior. ⠀⠀⠀

Os modelos tradicionais de negócio possuem, geralmente, um modelo organizacional e de negócio mais conservador, com práticas adotadas que foram fundamentais para trazê-los até aqui. Departamentos separados e bem definidos, tomadas decisões com determinado tempo mínimo, um vício em olhar sempre para as mesmas soluções, entre outras coisas. ⠀⠀⠀⠀⠀

O grande desafio é: como inovar, correr riscos, pois o consumidor está cada vez mais exigente, multiplataforma, hiperconectado, sem deixar de perseguir e atingir metas que são fundamentais para a existência de qualquer negócio?⠀⠀

Nos modelos tradicionais, as decisões, inovações, melhorias, são tomadas com base geralmente em uma pessoa, o decisor-chefe, aquele responsável, no topo hierárquico, por aprovar novidades. As pessoas tem medo de errar, pois o erro não é bem visto em nossa sociedade.

E como toda empresa, todo mês há metas para serem alcançadas. E essa cultura faz com que se continue vendo as coisas da mesma maneira, sem riscos; procura-se resolver novos problemas, com as mesmas soluções. E é nesse momento que a inovação é bloqueada.

Foi isso que levou a Kodak à derrocada. Uma das grandes inovações, a câmera digital, chegou até os mais altos cargos, mas foi ignorada. Afinal, vendia-se filmes para máquinas analógicas, a Kodak ganhava muito dinheiro vendendo máquinas e filmes para se revelar as fotos, como estruturaria o modelo de negócios com base em outras receitas?

Ninguém quer errar! É assim a cultura empresarial. Quem erra, é visto como fracassado. Isso decorre até do mindset (mentalidade) brasileiro.

Novas oportunidades estão surgindo com o uso da tecnologia aliada ao marketing , negócios e dados (Uber, Netflix, Spotify, Facebook, Google)

Empresas que implantaram times de inovação tiveram muito êxito, como é o caso da Netflix, que viu o consumo de vídeo online cresceur seu negócio principal (na época) alugueis de DVDs ruir, mas criou um novo produto, um conteúdo totalmente digital e acessível de qualquer lugar.

E essas empresas erraram muito para chegarem até aqui!

Por isso, é preciso repensar os modelos de negócios, a cultura organizacional, implantar novas ferramentas e metodologias para permitir uma atualização cultural e organizacional e, sobretudo, a descentralização na idealização e propostas de melhorias em produtos e serviços.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A Transformação Digital decorre da reestruturação dos processos tecnológicos das empresas a fim de que ela foque em pessoas (colaboradores e clientes), além de repensar a forma de gerar valor, por meio do marketing digital, sempre levando em consideração a necessidade de se mensurar, analisar, coletar e interpretar dados que estão espalhados nessa nova Era Digital.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Por isso, é preciso criar, elaborar, revisar, implantar novas ferramentas, como BMG (proposta de valor), Canvas, Lean Startup, Design Sprint, OKR, Inside Sales, pra trazer pra a corporação a atualização necessária para que empresas, em qualquer cidade, de qualquer segmento, nem sempre com venda online, se beneficiem, fazendo com que seus negócios, e colaboradores, alcem mais vôos.

O esforço será grande, desafiador, sobretudo porque serão necessárias centenas de milhares de horas de centenas de colaboradores para que um ecossistema digital possa ser criado.

E mudar a cultura empresarial nunca será fácil. Por isso, repensar o modelo de negócios, a cultura organizacional, de modo a começar implantar métodos capazes de trazer a cultura do erro para dentro das empresas, de forma a permitir testes, são fundamentais para a Era Digital e o sucesso dos negócios.

Você está preparado?

Eder Pires da Fonseca
CEO da Penze

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *